icon_cadastrar-empresa-red icon_cadastrar-empresa icon_cadastrar-local-red icon_cadastrar-local icon_clear-day icon_clear-night icon_cloudy-night icon_cloudy-snow icon_cloudy icon_comer-reserve-black icon_comer-reserve-red icon_comer-reserve-white icon_comer icon_dormir-reserve-black icon_dormir-reserve-red icon_dormir-reserve-white icon_dormir icon_fazer icon_fog icon_heavy-rain icon_heavy-thunderstorm icon_mark-red-white-large icon_mark-red-yellow-medium icon_mark-white-red-medium icon_partly-cloudy-day icon_partly-cloudy-night icon_rain icon_sleet icon_snow icon_sunshine-showers icon_thunderstorm icon_tornado icon_ver icon_wind
Criado em 10 de Abril de 2014

Governo espanhol diz que lista com sobrenomes de descendentes é falsa!

Parecia a luz no fim do túnel para muitas pessoas que sonham em morar na Europa mas não possuem direitos legais para permanecer no 'velho mundo'

Durante semanas, a lista com mais de 5.000 sobrenomes espanhóis esteve entre as mais compartilhadas e comentadas nas redes sociais. Mas tudo não passou de uma informação distorcida.

Governo espanhol diz que lista com sobrenomes de descendentes é falsa! | Foto: Marques / Shutterstock
Governo espanhol diz que lista com sobrenomes de descendentes é falsa! | Foto: Marques / Shutterstock

A base do rumor é verdadeira e faz parte do projeto de lei que ainda está em fase de votação no Parlamento. Mas isso não quer dizer que a Espanha está concedendo a nacionalidade para as pessoas que apenas possuem um dos sobrenomes citados na lista.

No mês de Fevereiro de 2014, o governo espanhol aprovou o anteprojeto que prevê uma mudança no código civil para conceder a nacionalidade aos judeus com origem sefardi que possuem vínculos com a Espanha.

A medida tem por objetivo reparar a dívida histórica pela expulsão dos judeus em 1492. Considerado um compromisso pessoal do rei da Espanha, há anos o país vem estudando um modo de conceder a nacionalidade a esses descendentes.

Segundo o Ministério da Justiça, os interessados terão que comprovar a condição de sefardita e o vínculo com o país e a cultura espanhola, através de uma série de documentos.

É preciso tomar muito cuidado com as informações sobre imigração e cidadania que circulam pela Internet. Antes de consultar uma empresa, verifique se ela está autorizada e cadastrada nos órgãos oficiais do país.

No Reino Unido, por exemplo, o Office of the Immigration Services Commissioner (OISC) é o responsável por fiscalizar os escritórios de imigração no país.

”Todos os escritórios registrados no OISC possuem um número que pode ser verificado pelos clientes. Além disso, o órgão realiza fiscalizações anuais para garantir a integridade nos serviços prestados à comunidade, explica Livia Suassuna, advogada do escritório MartinsCosta Immigration em Londres e registrada no OISC.

Nos últimos sete anos, o governo espanhol concedeu 746 nacionalidades aos sefarditas, através do documento Carta de Naturalização. Com a nova lei, a Espanha espera receber mais de 150.000 novas solicitações.

Qual a sua avaliação?

You have already rated this post. Thank you!

0 5

0 Avaliações